FANDOM


Laços de Família foi uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo no horário das 20 horas, de 5 de junho de 2000 a 3 de fevereiro de 2001, em 209 capítulos, substituindo Terra Nostra e sendo substituída por Porto dos Milagres.

Foi escrita por Manoel Carlos, com a colaboração de Fausto Galvão, Maria Carolina, Vinícius Vianna e Flávia Lins e Silva, dirigida por Moacyr Góes, com direção geral de Ricardo Waddington, Rogério Gomes e Marcos Schechtman, e direção de núcleo de Ricardo Waddington.

Enredo Editar

O amor incondicional de uma mãe pela filha direcionava a crônica urbana desenvolvida em Laços de Família, novela na qual o autor Manoel Carlos voltou a usar como cenário o bairro carioca do Leblon para falar de temas universais como as relações amorosas e familiares, em especial as construídas entre pais e filhos, com doses equilibradas de folhetim e realismo.

A novela começa às vésperas do réveillon de 2000, com um acidente de trânsito envolvendo a protagonista Helena (Vera Fischer) – uma empresária de 45 anos, sócia de uma clínica de estética – e Edu (Reynaldo Gianecchini), um médico recém-formado, 20 anos mais novo. Helena está a caminho da praia quando seu carro se choca com o do jovem médico. De início os dois se estranham, mas depois acabam se envolvendo. 

O acidente acontece em frente à livraria Dom Casmurro, de propriedade de Miguel (Tony Ramos), um homem culto e bem colocado na vida, pai de dois filhos. O mais velho é Paulo (Flávio Silvino), rapaz com sequelas neurológicas resultantes de um desastre de carro, no qual a mulher de Miguel faleceu. A mais nova é a rebelde Ciça (Júlia Feldens), uma jovem imatura e irresponsável, que ama o pai e o irmão mas não consegue encarar a vida com responsabilidade. Com o passar do tempo, ela aprende a entendê-los melhor e a merecer seu respeito. Quando Edu leva Helena até a livraria para prestar os primeiros socorros, Miguel se encanta imediatamente por ela. 

Edu e Helena se apaixonam, e o romance gera reações positivas e negativas. Uma que não vê com bons olhos o namoro de Edu com uma mulher mais velha é Alma Flora (Marieta Severo), a tia superprotetora e autoritária de Edu, que tem um ciúme exacerbado do sobrinho. Incapaz de ter filhos, ela cuidou de Edu e de sua irmã, Estela (Júlia Almeida), e do patrimônio que eles herdaram após a morte dos pais. Alma é dona de um haras, entregue aos cuidados de Pedro (José Mayer), um homem duro, rústico e completamente apaixonado pelo que faz. Ele é primo de Helena, e os dois viveram um romance no final da adolescência.

Helena é mãe de dois filhos. Fred (Luigi Baricelli), engenheiro recém-formado, mas desempregado, é casado com Clara (Regiane Alves), uma menina rica e superficial que casou jovem e não consegue se adaptar a uma vida de dificuldades financeiras. Os dois têm uma filha pequena, Nina (Larissa Honorato). A filha mais nova de Helena é Camila (Carolina Dieckmann), que estuda literatura em Oxford, na Inglaterra. Ela conhece o namorado da mãe no Japão, onde Helena vai visitá-la no início da novela. Mais tarde, de volta ao Brasil, a moça fica encantada com a felicidade de Helena e desenvolve uma relação de amizade com Edu, já que os dois têm a mesma idade e os mesmos interesses. Com o tempo, porém, Camila descobre que está apaixonada por Edu e que é correspondida. Ambos resistem o quanto podem, e sofrem com a situação. Ao perceber a paixão dos dois e dar-se conta de que seu relacionamento com o namorado está condenado, Helena decide se afastar de Edu para que a filha seja feliz. Depois de uma transição dolorosa e cheia de discussões, Edu e Camila acabam juntos. Tempos depois, Miguel investe no seu amor por Helena e consegue conquistá-la. 

Helena está feliz e prestes a ser pedida em casamento por Miguel. Sua filha está casada com Edu e grávida dele. Tudo parece estar bem, até que Camila perde o bebê e descobre que sofre de leucemia. A jovem se submete ao tratamento, mas suas chances de sobreviver dependem, fundamentalmente, de um bem-sucedido transplante de medula. O doador em potencial seria o seu irmão, Fred, mas, para surpresa de todos, os dois não são filhos do mesmo pai.

Helena mantinha em segredo a identidade do pai de Camila mas, diante da gravidade da situação, revela que ela é filha de Pedro. Depois que engravidou do primo, ainda jovem, Helena foi expulsa de casa pelo pai, e decidiu manter segredo sobre o caso. Agora, disposta a qualquer coisa para salvar a filha, Helena se sacrifica pela segunda vez. Ela abre mão do seu amor por Miguel, se afasta dele – recusando, inclusive, seu pedido de casamento – e engravida de Pedro para gerar um doador de medula para a filha. 

A filha de Helena e Pedro nasce, e é batizada com o nome de Vitória. O transplante de medula é realizado com sucesso, e Camila se recupera totalmente da doença. Ela termina a novela feliz, ao lado de Edu, que já não é tão controlado por Alma como antes. Helena se reconcilia com Miguel, que a pede em casamento novamente. 

Elenco Editar

Curiosidades Editar

  • A telenovela foi um grande sucesso de audiência e repercussão, graças a sua história envolvente e pelos temas abordados
  • A novela ganhou três paródias do Casseta & Planeta, Urgente!, Esculachos de FamíliaChifres de Marília (pelo fato do ator Reynaldo Gianecchini estar namorando Vera Fischer e Carolina Dieckmann na novela, época em que ele estava casado com a atriz Marília Gabriela) e Passos de Quadrilha (devido à festa junina), como o grupo humorístico faz com praticamente todas as telenovelas do horário nobre da Rede Globo.
  • Para compor a personagem Capitu, a atriz Giovanna Antonelli entrevistou várias garotas de programa, e tirou todas as dúvidas em relação a elas. Para a atriz, a sua personagem não era uma prostituta, e sim uma garota de programa. Pois ela era uma garota normal, que não dava brechas em relação a sua vida pessoal.
  • Vera Fischer conseguiu uma licença para ficar duas semanas afastada da novela. O motivo era o estresse que a atriz vinha tendo, por conta do intenso ritmo das gravações.
  • O Ministério da Justiça exigiu que a Globo retirasse do elenco da novela todos os menores de 18 anos, inclusive figurantes, e que exibisse a trama após as 21h. A justificativa da Justiça para as decisões é que a trama possuía "cenas com conotação sexual e imagens de violência doméstica ou urbana". Além disso, os menores que estavam no elenco da novela não possuíam alvará judicial para poder atuar na trama.
  • Para solucionar o caso, o autor Manoel Carlos escreveu as cenas "dos sumiços" dos atores, que estavam proibidos pela justiça de aparecer na TV. Cada um teve um desfecho diferente. A única atriz menor de idade que permaneceu na novela foi Júlia Almeida, pois ela havia conseguido um mandado de segurança e pôde continuar na trama.
  • Uma das cenas mais emocionantes é quando Camila (Carolina Dieckmann) raspa a cabeça ao descobrir que tem leucemia. A gravação aconteceu no dia 5 de dezembro de2000 e contou com a forte emoção da atriz, que chorou de verdade durante a gravação. A cena foi ao ar no dia 9 de dezembro de 2000 e é lembrada até hoje

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.