FANDOM



Jóia Rara foi uma novela exibida pela Rede Globo, às 18h, de setembro de 2013 a abril de 2014. A novela substituiu Flor do Caribe e foi substituída por Meu Pedacinho de Chão. [1]

Enredo Editar

Franz não é um mocinho clássico. É mimado, cheio de defeitos, um homem dividido entre seus reais desejos e o destino que o pai, o milionário Ernest, traçou para ele. Do outro lado está Amélia, moça pobre, desprendida e batalhadora. Ela mora num cortiço junto com o irmão, o líder operário Raimundo Fonseca (Domingos Montagner), e o padrinho, Apolônio (Luis Gustavo). Apesar de viverem em mundos diferentes, Franz e Amélia se apaixonam à primeira vista. Deste amor nasce Pérola (Mel Maia). Ernest não se conforma ao ver o herdeiro da Fundição Hauser com uma operária. Dois personagens também não querem a felicidade do casal: a vingativa Sílvia, que deseja destruir os Hauser, e Manfred, que acredita ser o filho bastardo do patriarca.

Filho da governanta Frau Gertrude (Ana Lucia Torre), Manfred foi criado junto com Franz e os outros dois filhos de Ernest: Hilda Hauser (Luiza Valdetaro) e Viktor Hauser (Rafael Cardoso). O jovem é rancoroso e sente inveja de Franz por acreditar ser filho bastardo do patriarca da mansão e por não ser reconhecido por Ernest como um ente da família. Já Sílvia, deseja vingar o pai, Heitor Zampari (Ísio Ghelman), inimigo de Ernest. A jovem finge ser desenhista para se infiltrar na fábrica e na poderosa família Hauser. Fria e objetiva, é uma mulher solitária que não demonstra o verdadeiro caráter, apoia as armações de Manfred, mas, surpreendida pelo amor de Viktor, muda seus planos.

A trama começa com uma viagem de Franz ao Himalaia. Lá, o herdeiro sofre um acidente e é resgatado por monges budistas. Ao voltar para o Brasil, conhece Amélia e o nascimento de Pérola, filha do casal, muda o destino de quase todos os personagens da trama. A menina é valiosa e especial. Isso pode ser explicado pelos religiosos: ela é a reencarnação de Ananda (Nelson Xavier), um líder espiritual budista. Pérola tem, portanto, uma missão: ensinar as pessoas a amar incondicionalmente.

Produção Editar

Teve o título provisório de O Pequeno Buda.

As gravações da fictícia cidade de Tarin foram feitas no Nepal. Foram 30 dias de filmagens onde elenco, direção e equipe de produção tiveram que fazer uma viagem de 15 mil quilômetros do Brasil até Nepal , para chegar ao local de gravação. Cerca de 200 nepalenses participaram das gravações como figurantes.

Foram usadas como locação as cidades Catmandu, capital do Nepal, Patan e Bhaktapur12 . O Pequeno Buda, filme de 1993 de Bernardo Bertolucci também foi rodado nas duas últimas cidades. Inicialmente o personagem Viktor, interpretado por Rafael Cardoso seria homossexual, que posteriormente seria internado em um hospital psiquiátrico, pela própria família; além de ter um romance com Artur (Ícaro Silva), mas as autoras decidiram mudar a história do personagem, alegando que seriam muitos assuntos na trama e que quando tratar, será com muita profundidade. As autoras, também desistiram de formar um casal homossexual entre os personagens Joel e Aderbal, justificando que o público não aceitaria.[1]

Elenco Editar

Referências Editar

  1. 1,0 1,1 Wikipédia - Joia Rara

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.